Como utilizar conectores na escrita acadêmica em inglês

O uso de conectores é essencial para a coesão da escrita, e ele tem especial importância quando se fala sobre escrita acadêmica. Exige-se, nesse tipo de escrita, que a linguagem seja inteligivel e, ao mesmo tempo, concisa.

Em qualquer idioma, os conectores cumprem a função de unir uma frase à outra, de forma que, juntas, elas formem um sentido completo e, separadas, elas continuem a exprimir significado relevante.

A exemplo, no português, cumprem a função de conectores as palavras: consequentemente, conforme, não obstante etc. Você com certeza já sabe como usar essas palavras, certo?

Hoje, contudo, vamos dar algumas dicas sobre como utilizar conectores na língua inglesa, a fim de aperfeiçoar a sua escrita acadêmica ou a tradução dela para esse idioma.

Verifique abaixo seis conectores, suas respectivas traduções e exemplos de uso:

Conectores de adição

Moreover – inclusive, além disso

ex: the students have shown writing skills, moreover, they have won several writing contests. | os estudantes demonstraram habilidades de escrita, além disso, eles venceram muitos concursos de redação.

Furthermore – ademais, além disso

ex: furthermore, discrimination and variable treatment are evident in the substance, not just in the formalities. | além disso, a discriminação e o tratamento variável são evidentes na substância, não apenas nas formalidades.

Conectores de contraste

Even though – embora, apesar de

ex: even though we are just students, we can make a difference. | apesar de sermos apenas estudantes, podemos fazer a diferença.

Nevertheless – contudo, no entanto, entretanto, não obstante

ex: (…) nevertheless, there are still problems preventing social dialogue from operating properly in certain countries in the region. | no entanto, ainda existem problemas que impedem o diálogo social de funcionar adequadamente em certos países da região.

Conectores de causa e efeito

Consequently – consequentemente

ex: the ability to reliably calculate the growth in the CPI (Consumer Price Index) and, consequently, information about inflation, implies the use of certain criteria. | a capacidade de calcular de forma confiável o crescimento do IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e, consequentemente, informações sobre inflação, implica o uso de certos critérios.

Accordingly – assim, em conformidadde

ex: she will follow the instructions and proceed accordingly. | ela vai seguir as instruções e proceder em conformidade.

ex2: the company raised the number of sales, accordingly, they could hire more employees. | a empresa aumentou o número de vendas, assim, eles puderam contratar mais empregados.

Vale lembrar, ainda, que as expressões acima – apesar de serem amplamente utilizadas na escrita acadêmica -, não são assim tão populares na língua falada, que conta com termos mais coloquiais, assim como o português falado.

Se essas dicas foram úteis para você, continue nos acompanhando nas redes sociais. Estamos constantemente trabalhando para facilitar a sua trajetória acadêmica.

Gostou?
Assine o nosso blog e nos acompanhe também pelo instagramfacebook e twitter.

Ah… e divulgue para os amigos que querem publicar!

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer…
Amazon Prime – O cadastro é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 🥰

Dicas para facilitar a tradução do seu trabalho acadêmico

Algumas características da escrita acadêmica são essenciais para a a estrutura e sistematização do seu trabalho.
É preciso, por exemplo, utilizar uma linguagem clara e mais objetiva do que aquela utilizada em outros estilos de escrita.

Mas não só à uniformização do seu trabalho se restringe a importância de uma escrita acadêmica de qualidade: ela também serve, entre outros, para facilitar a tradução da sua pesquisa para outros idiomas.

Hoje vamos dar 4 dicas para que o modo como você escreve seja um facilitador na hora de traduzir o seu trabalho.

1. Precisão

quando você está escrevendo academicamente, é importante ser preciso, sem deixar lacunas que permitam incertezas por parte dos leitores. Para isso, é importante utilizar termos claros para expressar a ideia que você quer transmitir. Por exemplo: em determinados contextos, há uma diferença enorme entre utilizar as palavras “acordo” e “contrato”. Na hora de traduzir, isso faz ainda mais diferença, porque esses mesmos termos podem abranger significados ainda mais distintos em outro idioma.

2. Objetividade

ser objetivo é especialmente importante para a tradução na escrita acadêmica. Isso porque a objetividade permite que você exprima suas ideias com clareza, sem aqueles rodeios de linguagem que dificultam o processo de tradução. É muito mais fácil traduzir uma frase direta e simples do que uma frase rebuscada. Além disso, textos acadêmicos exigem essa postura mais clara para evitar as lacunas mencionadas no item anterior.

3. Uso de voz ativa na construção das frases

a voz ativa é caracterizada quando o sujeito da frase é quem pratica a ação, por exemplo: “A equipe de pesquisadores coletou os dados dos participantes”. Se colocarmos a mesma frase na voz passiva, ficaria assim: “Os dados dos participantes foram coletados pela equipe de pesquisadores”. No primeiro caso (voz ativa), além de ser mais fácil identificar quem promoveu a ação (coletar dados), é também mais fácil e rápido o processo de tradução, já que não é preciso se preocupar com a adequação da voz passiva ao segundo idioma.

4. Frases curtas e separadas por ponto

prefira escrever sentenças curtas e independentes, separando umas das outras com ponto final, porque isso permite que a tradução seja feita em muito menos tempo, se comparado a uma tradução de texto formado por frases longas e complexas. Essa dica vai de encontro aos aspectos da objetividade e precisão, inclusive. Frases curtas e simples exprimem com mais clareza aquilo que se quer transmitir.

Acompanhe o blog para mais dicas assim! E caso precise de uma mãozinha com a tradução do seu trabalho, entre em contato com a gente pelo e-mail projetoeuqueropublicar@gmail.com !

Gostou?
Assine o nosso blog e nos acompanhe também pelo instagramfacebook e twitter.

Ah… e divulgue para os amigos que querem publicar!

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer…
Amazon Prime – O cadastro é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 🥰

O INSTITUTO DE OUTROS ESTUDOS OFERECE OPORTUNIDADES PARA ALUNOS E PROFESSORES

O Instituto de Outros Estudos é uma organização que tem como objetivo atender as demandas de alunos, professores e pesquisadores do ensino superior brasileiro nos setores público e privado.

Trata-se de um projeto criado por pessoas desse mesmo meio e que, portanto, também enfrentam a atual crise no sistema de ensino superior. O IOE tem como objetivo proporcionar meios alternativos para o ingresso e a permanência de pessoas no espaço acadêmico do país.

Na ativa desde o ano de 2017, o IOE está trabalhando atualmente na criação de um instituto de pesquisa autônomo, auto-sustentável e adequado às condições da academia brasileira.

Como participar?

O Instituto de Outros Estudos tem espaços abertos para alunos e profissionais que desejam participar do desenvolvimento do projeto ainda em sua fase de construção em diferentes modalidades e áreas.

Você pode acessar o link direto para os serviços de apoio ou, então, entrar na rede de trabalho do IOE.

Se o seu interesse/especialidade é a pesquisa, você também pode ajudar nos novos passos acessando o link pesquisa.

Além disso, o projeto conta com a plataforma de ensino online.

Se você está em busca de espaço no meio acadêmico, tem interesse em ministrar novos cursos ou quer ajudar a reinventar a pesquisa brasileira, confira essa oportunidade!

Gostou?
Assine o nosso blog e nos acompanhe também pelo instagramfacebook e twitter.

Ah… e divulgue para os amigos que querem publicar!

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer…
Amazon Prime – O cadastro é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 🥰

Atitudes que estimulam a saúde mental e emocional durante a pandemia

São muitos os aspectos que fazem da pandemia instalada pelo corona vírus uma situação extremamente difícil e desafiadora, especialmente dadas todas as incertezas que enfrentamos.

“Quando as coisas vão se resolver?”, “Como serão resolvidas?”,  “O que acontecerá depois?”, são questões que flutuam pelo (in)consciente coletivo nesse momento, e mesmo quando dispomos de tempo para fazer o que sabemos que devemos fazer, é difícil, porque nossa mente está ocupada procurando responder todas essas perguntas.

Algumas atitudes, contudo, podem nos ajudar (e muito!) a adotar o manter uma postura firme e segura durante esse período. Nós elencamos algumas dicas de comportamentos simples e eficazes que estimulam a sua saúde mental e emocional. Confere aí!

Cuide da sua mente

Em tempos de pandemia, prefira manter-se saudável do que produtivo; para estimular a saúde da mente, é importante que você encontre uma atividade com a qual se identifique e que te ajude a encontrar uma sensação de tranquilidade com relação aos seus pensamentos. 

Aqui vão algumas dicas para você escolher as que melhor servem para você:

  1. Escreva seus pensamentos: isso ajuda a identificá-los e “organizar” os pensamentos estão servindo a sua saúde e descartar aqueles que atrapalham.
  2. Estabeleça um limite de notícias por dia: apesar da importância de manter-se informado, tente medir até que ponto isso lhe faz bem e estabeleça um horário para ler e assistir notícias.
  3. Organize o seu espaço: arrume a mesa de trabalho, faça sua cama, organize o roupeiro; um ambiente limpo e organizado ajuda a criar pensamentos limpos e organizados.
  4. Faça pausas: é importante parar; levante-se, faça um alongamento, beba algo quente, olhe para fora da janela…

Cuide do seu emocional

O distanciamento social gera um impacto muito grande, né? Mas enquanto não podemos abraçar ou mesmo estar com as pessoas que amamos, existem outras coisas que podemos fazer para minimizar a sensação de solidão.

  1. Faça chamadas de vídeo: ligue para um amigo com quem não conversa há muito tempo; ligue para seus pais, avós, tios, primos; diga o quanto se importa e escute-os também.
  2. Chacoalhe suas emoções: uma rotina de exercícios pode trazer muito bem-estar para o seu dia a dia (serotonina, pessoal!). Você não precisa fazer ginástica, correr ou fazer yoga. Talvez você só queira colocar uma música e dançar. Faça!
  3. Prepare uma refeição muito gostosa – acho que essa é autoexplicativa, né?

Lembre-se: tudo isso vai passar

Tudo bem, nós não sabemos como ou quando, mas assim como você sobreviveu a todos os eventos da sua vida até agora, o que está acontecendo nesse momento também vai ficar para trás.

Tenha em mente que vai haver um “depois”, e o melhor que você pode fazer no presente é cuidar de si e se preparar da melhor forma que você puder para o futuro.

Nós te desejamos muita saúde e força!

Como adaptar sua monografia para publicação?

Artigos científicos são o meio de comunicação da comunidade acadêmica e, portanto, ter um artigo publicado agrega bastante valor no seu currículo – especialmente se você tem interesse em investir na sua carreira acadêmica.

A publicação de um artigo torna a sua pesquisa acessível à comunidade acadêmica e ao público em geral, e daí surgem oportunidades de dar utilidade ao seu trabalho.

Pensando nisso, a gente quer te lembrar que, se você é graduado e concluiu o seu TCC, você pode (e deve!) publicar ele, sobretudo porque o processo de elaboração de uma monografia é extenso e exige muita dedicação para ficar engavetado.

Além de agregar valor ao currículo, a sua pesquisa pode ajudar a comunidade acadêmica a solucionar problemas sob uma perspectiva inovadora.

Como adaptar o trabalho e publicá-lo?

A publicação do seu trabalho vai exigir alguns ajustes e detalhes que talvez não sejam tão óbvios, mas fica tranquilo que vamos elencar tudo pra você!

1. Revisão

A revisão do trabalho é um dos passos mais importantes, sobretudo porque nessa etapa, além de corrigir eventuais erros, você tem a oportunidade de melhorar o seu trabalho e até reestruturá-lo, se for o caso.

É importante rever possíveis erros de ortografia e concordância; revisar todas as referências (checando se estão todas elencadas no corpo do texto e na bibliografia); verificar que partes do texto podem (ou precisam) ser modificadas a fim de caberem na proposta de publicação que você vai fazer e, claro, formatar o trabalho de acordo com as normas esperadas (estas dependem muito da plataforma em que você vai publicar).

Nesse processo de revisão, você vai reestruturar o TCC, excluindo as partes que não serão necessárias para a publicação (ou incorporando-as, de outra forma, no texto) e adaptando o trabalho especificamente às normas da revista, livro ou periódico em que você pretende publicar.

Muitas pessoas têm dificuldade em revisar artigos, seja por falta de prática, tempo ou mesmo por ser uma atividade trabalhosa. É justamente por isso que, aqui no blog, a gente te oferece uma mãozinha…

Se você tem interesse em publicar artigos e gostaria de uma ajudinha pra revisar o seu trabalho, para tirar dúvidas referentes à publicação ou para traduzir sua pesquisa, você pode nos contatar pelo e-mail projetoeuqueropublicar@gmail.com e solicitar revisão por profissionais especializados.

Se você é mais um lone wolf e prefere fazer tudo sozinho, a gente tem certeza de que você consegue! Mas, só pra garantir, vamos dar uma diquinha valiosa: procure livros e materiais que te ensinem a fazer uma revisão completa.

Aqui vão três indicações de obras que, certamente, irão te ajudar:

2. Onde publicar?

Você pode publicar artigos em livros, revistas e periódicos.

É importante ter em mente que cada plataforma trabalha, geralmente, com um eixo temático específico e, por isso, talvez seja necessário adaptar o seu trabalho a esse eixo.

Para encontrar a revista que melhor abrange o seu tema, sugerimos que você utilize os seguintes indexadores para realizar sua pesquisa: Scielo; Directory of Open Access Journals; Google Scholar

A publicação em livros ocorre de maneira diferente: é interessante, primeiramente, observar a demanda por obras na sua área de pesquisa, a fim de verificar se é economicamente interessante investir nessa publicação.

Depois disso, é preciso adaptar o material, especialmente no que se refere à linguagem, porque um livro deve ser mais acessível e abrangente.

A publicação em si vai depender de editais abertos ou do seu contato com a editora. O nosso blog está constantemente divulgando oportunidades ótimas para publicação. Você também pode ficar de olho no nosso instagram (@queropublicar).

3. Como garantir a aprovação do seu artigo?

  • Pesquise muito bem o periódico em que você deseja fazer sua publicação, identificando que tipo de material essa plataforma está procurando.
  • Após escolher a plataforma, tome conhecimento de que documentos e que tipo de formatação são exigidos para a publicação.
  • Ofereça um material que contenha relevância para a comunidade (acadêmica ou, em caso de livro, em geral).
  • Utilize a língua inglesa de forma apropriada.
  • Não envie o mesmo material para mais de um ligar simultaneamente.
  • Fique muito atento ao plágio: nunca submeta um artigo para publicação sem ter certeza de que não contém plágio.

Fique atento às nossas publicações aqui no blog, no twitter e no instagram, e não perca nenhuma oportunidade para publicar sua pesquisa!

Ajude a mantermos nossos canais!
Temos uma parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer a Amazon Prime!
O cadastro é rapidinho e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2BP5QO9
importante: só recebemos se o cadastro for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.