Como escrever um artigo utilizando a Técnica Pomodoro

Escrever pode ser desafiador, especialmente quando dependemos unicamente de motivação – que é um recurso limitado e flutuante em nossas vidas. [É normal sentir-se desmotivado em certos momentos, ok?]

Felizmente, existem alguns recursos aos quais podemos recorrer quando estamos escrevendo. Um deles é a disciplina: manter-se consistente no processo de escrita, mesmo quando a vontade está em falta. Mas isso é assunto para um outro texto… Hoje nós vamos ensinar você a utilizar a Técnica Pomodoro, uma ferramenta de manutenção de tempo, para otimizar o seu desempenho durante o desenvolvimento do seu texto.

O que é a Técnica Pomodoro?

Do italiano, “pomodoro” significa “tomate”, que era o formato do cronômetro utilizado por Francesco Cirillo, criador da técnica.

Nos anos 1980, Cirillo utilizou seu cronômetro para contar intervalos de tempo, os pomodoros, para dividir seus estudos quando era universitário. Desde então, a técnica vem sendo popularizada cada vez mais, por ser um método efetivo de administração do tempo no trabalho e nos estudos.

Funciona assim:

Você deve dividir o seu tempo disponível em blocos de (1) trabalho/estudo, (2) intervalo curto e (3) intervalo longo.

Os blocos de trabalho/estudo serão os maiores, e você deve estabelecê-los de acordo com o tempo que dura o seu foco. Se você consegue permanecer focado durante períodos longos, como 45 minutos ou uma hora, estabeleça um bloco com essa medida. Se o seu foco dura cerca de 15 a 20 minutos, o bloco deve ter essa duração.

Quanto aos intervalos, os intervalos curtos devem ocorrer com mais frequência do que os longos – e devem ser curtos, mesmo, viu? O objetivo de fazer essas pequenas pausas é apenas descansar a mente por alguns instantes antes de você retornar ao foco total. Geralmente, esses intervalos duram 5 minutos.

E, finalmente, os intervalos longos devem durar um pouco mais – cerca de 15 a 30 minutos. Seu objetivo é fazer você relaxar um pouco mais a fim de evitar efeitos como o burnout.

Exemplos de pomodoros:

a) 25 minutos de foco / 5 minutos de intervalo curto / 25 minutos de foco / 15 minutos de intervalo longo (repetindo-se o ciclo por quantas horas você tiver disponível).

b) 15 minutos de foco / 2 minutos de intervalo curto / 15 minutos de foco / 10 minutos de intervalo longo.

c) 50 minutos de foco / 10 minutos de intervalo curto / 50 minutos de foco / 30 minutos de intervalo longo.

Mas você pode (e deve!) adaptar os pomodoros ao seu tempo ideal de foco e descanso.

Como escrever um artigo com a ajuda da Técnica Pomodoro?

O primeiro passo para utilizar a técnica pomodoro a seu favor na hora de escrever um artigo é identificar quanto tempo dura, aproximadamente, o seu foco. Uma vez que você tem essa noção, deve adaptar o seu pomodoro de foco e intervalo curto.

Digamos que você consegue permanecer focado na escrita por 20 minutos sem se sentir fatigado. Estabeleça, então, um pomodoro de foco de 20 minutos, e um pomodoro de intervalo que não exceda 5 minutos (assim você consegue descansar sem perder sua linha de raciocínio).

Para os intervalos longos, estabeleça um período de tempo em que você possa se distrair com alguma outra coisa, mas que ainda assim permita que você esteja pronto para retornar ao trabalho. Seguindo o exemplo acima, um intervalo longo adequado seriam 15 minutos. Durante esse pomodoro, você pode fazer um chá, um café ou até mesmo um lanche. Outras boas ideias são: alongamento, uma caminhada curta, um banho… enfim, acho que você pegou a ideia.

Como escrever durante os pomodoros?

Agora tratando diretamente sobre o seu artigo: se a sua pesquisa já estiver encaminhada e você já tiver os dados organizados, basta organizar o que fazer em cada pomodoro (e, falando nisso, você pode utilizar um pomodoro especialmente para essa organização).

Se você ainda precisa fazer busca de referências ou definir como vai desenvolver o artigo, aqui vai uma ideia de como utilizar os blocos de tempo:

Separe um ou dois pomodoros (a depender do seu tempo de foco) para escrever a delimitação do problema, a definição da hipótese, os objetivos (geral e específicos), a metodologia e detalhes dessa natureza.

Depois de um intervalo curto (se você utilizou um pomodoro) ou de um intervalo longo (se você utilizou dois ou mais), separe um bloco de tempo para estruturar o texto (resumo, introdução, títulos, subtítulos, considerações finais) e definir previamente o que cada parte do texto deve encobrir.

Caso necessário, separe alguns pomodoros para fazer a busca de referências.

Por fim, utilize um bloco de tempo (ou mais) para efetivamente escrever cada parte do seu texto.

Exemplo: 1 pomodoro para o resumo, 1 pomodoro para traduzir o resumo, 2 pomodoros para a introdução, 3 pomodoros para o primeiro título, 3 para o segundo e 2 para a conclusão.

O processo todo provavelmente vai ter que ser dividido em alguns dias, é claro. Mas utilizar essa técnica ajuda (e muito!) a otimizar a utilidade do seu tempo – experiência própria falando.

Tudo pronto pra começar? A gente já sabe que o seu artigo vai ficar ótimo!

Você já utilizou os pomodoros? Conta pra gente! Vamos adorar saber sobre a sua experiência com a técnica e seu ponto de vista pode ser enriquecedor para outros leitores aqui do blog.

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer a Amazon Prime ;D
Fazendo cadastro, você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho e, aqui, a gratuidade é de 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 

Expressões latinas para uso nas notas de rodapé

Você tem o hábito de utilizar expressões latinas nas notas de rodapé dos seus trabalhos acadêmicos?
Sabe o que cada uma delas significa?
[Tem certeza?!]

Para inaugurar as postagens 2021, preparamos uma listinha com as expressões latinas mais utilizadas em trabalhos acadêmicos, seguida da sua tradução e de uma breve dica de uso. Vem com a gente ; D

apud [citado por]

indica uma fonte indireta, citada na obra do autor referenciado. evite usá-la se a obra for de fácil localização. reserve o uso para obras raras ;D

ibid. | ibidem [na mesma obra]

indica autor e obra já citados no texto, mas com página diferente. ex: Ibidem. p. 10.

cf. | confer [confira|compare]

usada para recomendar consulta a um outro trabalho – relacionado ao tema abordado e/ou para aprofundamento de um assunto que não o do texto -, mas interessante para melhor compreensão da matéria, ou a uma outra nota de rodapé.

id. | idem

indica autor já citado, mas com obra diferente. serve, também, para indicar o mesmo autor, da mesma obra e página, desde que presente em nota anterior.

loc. cit. | loco citato [no lugar citado]

indica obra já citada, com mesma página, mas com notas intercaladas.

et. seq. | et. sequentia [o que segue ou seguinte]

usada quando existem diversas citações de um mesmo documento, mas em páginas distintas. para não citar todas elas, indica-se somente a primeira.

op. cit. | opus citatum [na obra citada]

indica obra já citada, com página diferente – mas com notas intercaladas. só pode ser utilizada na mesma página da citação a que se refere.

passim [aqui e ali]

informação retirada de páginas diferentes da referência citada – sem indicar, precisamente, quais delas.


Gostou?
Libere o adolescente que há em você e engaja aí! Curta, comente, compartilhe e salve para consultas futuras (afinal, a dúvida bate inesperadamente, e você poderá precisar saber o que significa e como usar uma ou outra expressão 🙃).

Ah… e divulgue nosso blog para os seus amigos que querem pesquisar, publicar, participar de eventos… !

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer a Amazon Prime ;D
Fazendo cadastro, você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho e, aqui, a gratuidade é de 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 



Como utilizar conectores na escrita acadêmica em inglês

O uso de conectores é essencial para a coesão da escrita, e ele tem especial importância quando se fala sobre escrita acadêmica. Exige-se, nesse tipo de escrita, que a linguagem seja inteligivel e, ao mesmo tempo, concisa.

Em qualquer idioma, os conectores cumprem a função de unir uma frase à outra, de forma que, juntas, elas formem um sentido completo e, separadas, elas continuem a exprimir significado relevante.

A exemplo, no português, cumprem a função de conectores as palavras: consequentemente, conforme, não obstante etc. Você com certeza já sabe como usar essas palavras, certo?

Hoje, contudo, vamos dar algumas dicas sobre como utilizar conectores na língua inglesa, a fim de aperfeiçoar a sua escrita acadêmica ou a tradução dela para esse idioma.

Verifique abaixo seis conectores, suas respectivas traduções e exemplos de uso:

Conectores de adição

Moreover – inclusive, além disso

ex: the students have shown writing skills, moreover, they have won several writing contests. | os estudantes demonstraram habilidades de escrita, além disso, eles venceram muitos concursos de redação.

Furthermore – ademais, além disso

ex: furthermore, discrimination and variable treatment are evident in the substance, not just in the formalities. | além disso, a discriminação e o tratamento variável são evidentes na substância, não apenas nas formalidades.

Conectores de contraste

Even though – embora, apesar de

ex: even though we are just students, we can make a difference. | apesar de sermos apenas estudantes, podemos fazer a diferença.

Nevertheless – contudo, no entanto, entretanto, não obstante

ex: (…) nevertheless, there are still problems preventing social dialogue from operating properly in certain countries in the region. | no entanto, ainda existem problemas que impedem o diálogo social de funcionar adequadamente em certos países da região.

Conectores de causa e efeito

Consequently – consequentemente

ex: the ability to reliably calculate the growth in the CPI (Consumer Price Index) and, consequently, information about inflation, implies the use of certain criteria. | a capacidade de calcular de forma confiável o crescimento do IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e, consequentemente, informações sobre inflação, implica o uso de certos critérios.

Accordingly – assim, em conformidadde

ex: she will follow the instructions and proceed accordingly. | ela vai seguir as instruções e proceder em conformidade.

ex2: the company raised the number of sales, accordingly, they could hire more employees. | a empresa aumentou o número de vendas, assim, eles puderam contratar mais empregados.

Vale lembrar, ainda, que as expressões acima – apesar de serem amplamente utilizadas na escrita acadêmica -, não são assim tão populares na língua falada, que conta com termos mais coloquiais, assim como o português falado.

Se essas dicas foram úteis para você, continue nos acompanhando nas redes sociais. Estamos constantemente trabalhando para facilitar a sua trajetória acadêmica.

Gostou?
Assine o nosso blog e nos acompanhe também pelo instagramfacebook e twitter.

Ah… e divulgue para os amigos que querem publicar!

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer…
Amazon Prime – O cadastro é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 🥰

Oportunidade de publicação – Periódico qualis A

A Revista da Faculdade de Educação da UnB, Linhas Criticas, é uma publicação com acesso universal e gratuito no Portal dos Periódicos da UnB.

Voltada para pesquisadores/as, professores/as e estudantes da área da educação, e classificada com o Qualis A3, encontra-se com com edital aberto para publicação.

Com periodicidade anual e continua (ahead of print), sua produção cientifica é inédita nos âmbitos nacional e internacional.


A revista publica trabalhos com temáticas educacionais, resenhas de livros, entrevistas, ensaios teóricos e homenagens a profissionais da educação. É importante, fica de olho para enviar o seu trabalho.

Para acessar as informações das diretrizes para autores visite o site da Revista, aqui.

Gostou?
Assine o nosso blog e nos acompanhe também pelo instagramfacebook e twitter.

Ah… e divulgue para os amigos que querem publicar!

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer…
Amazon Prime – O cadastro é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 🥰

Oportunidade de Publicação – Periódico Qualis B

A Revista de Direito da Universidade Federal de Viçosa (UFV) está recebendo artigos para publicação em fluxo contínuo.


A periodicidade da Revista é semestral e, por essa razão, nos meses de julho e dezembro, os editores encerraram o respectivo número, dando prosseguimento à publicação em fluxo contínuo para o número subsequente. Portanto, ainda há tempo de ver seu artigo publicado na primeira edição de 2020!

A revista exige a submissão em template próprio, que está disponível aqui.



Demais informações do periódico você pode acessar clicando aqui!

Aproveite a oportunidade – e o fato de a revista receber em fluxo contínuo e com variedade temática, e encaminhe o seu original!

Gostou?
Assine o nosso blog e nos acompanhe também pelo instagramfacebook e twitter.

Ah… e divulgue para os amigos que querem publicar!

Ajude a mantermos nossos canais!
Contribua diretamente com o custeio do nosso projeto, clicando aqui.

Ou aproveite os benefícios da nossa parceria com a Amazon, que nos remunera a cada cadastro para conhecer…
Amazon Prime – O cadastro é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 30 dias.
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ysVWnr
e a Amazon Music – O cadastro também é rapidinho, e você usufruirá do programa gratuitamente, por 3 meses!
O link é esse aqui: https://amzn.to/2ZNi2vY

(ou conheça alguns dos livros que já editamos – ou fizemos a revisão técnica -, e aproveite os descontos especiais clicando aqui)
importante: só recebemos se o cadastro (ou a compra) for feito imediatamente, antes de navegar por outros espaços do site.

Gratidão. 🥰